Sahifa fully responsive WordPress News, Magazine, Newspaper, and blog ThemeForest one of the most versatile website themes in the world.
É hora da virada: somente Ciro Gomes pode vencer Bolsonaro e enterrar o golpismo!
setembro 26, 2018
JPB: Lutar até o fim com Ciro! Denunciar e combater todos os traidores do Projeto Nacional e Popular!
outubro 1, 2018

Guerrilheiras: nota sobre os atos “Ele Não”

A “Guerrilheiras”, setorial de mulheres da Organização A Marighella – Construção do Partido Revolucionário, manifesta em nota a sua contrariedade com a condução do ato “Ele Não” em Porto Alegre/RS. Diferentemente de outras cidades brasileiras onde estivemos presentes e notamos que prevaleceram a unidade e a pluralidade das forças progressistas contra o fascismo, na capital gaúcha a manifestação foi marcada por um sectarismo irresponsável do PT e do PCdoB, legendas que monopolizaram as falas do ato e fizeram do mesmo uma atividade meramente festiva, algo que não ocorreu no Rio de Janeiro e em São Paulo por exemplo.

Não temos problemas com campanha eleitoral, pois, todas as forças políticas estão em campanha. O problema residiu em dificultar ao máximo a fala de nossa camarada. Ela somente falou com a marcha em andamento, após uma pressão descomunal que tivemos que exercer, quando verdadeiramente, ao contrário, por mera expressão democrática deveríamos ter espaço de fala com tranquilidade antes da caminhada, como todos partidos tiveram.

Para piorar, a fala de nossa camarada foi interrompida porque ela teria feito “campanha”, quando em verdade, a imensa maioria das falas anteriores foram feitas por candidatas e candidatos em franca e aberta campanha eleitoral! Por que não podemos exercer nosso direito democrático de defender a candidatura que mais tem propostas para as mulheres? Defender Ciro Gomes em ato das mulheres é machismo? Devemos combater sempre o ultraidentitarismo! Recusamos o discurso vazio de que basta ser mulher. Não, não basta ser mulher! É preciso ter compromisso com a classe trabalhadora e com a libertação nacional!

É lamentável a irresponsabilidade do sectarismo tacanho daquelas e daqueles que estão com a hegemonia eleitoral e política ameaçada no campo progressista. Ontem o Brasil parou contra o fascismo! E em todo país, onde existimos, a nossa Organização agitou e propagou “Ele não! Ciro sim!”. A aceitação das e dos manifestantes à campanha de Ciro foi gigante! Os adesivos acabaram em menos de uma hora onde estivemos! E exceto em Porto Alegre, não tivemos qualquer problema, além da natural disputa de agitação.

O protagonismo das mulheres contra Bolsonaro é uma arma poderosa. Os atos foram vigorosos de norte a sul do país! Mas é preciso ampliar ao máximo a luta contra o fascismo. Mais que isso, é preciso lembrar que somente uma candidatura progressista pode vencer Bolsonaro e governar com tranquilidade: Ciro Gomes vem aí pelo Brasil que a gente precisa!

Venceremos com Ciro!

As minas ciram! Mulheres com Ciro!

Seremos respeitadas! Por bem ou por mal… Guerrilheiras contra o fascismo, contra Bolsonaro e contra o sectarismo irresponsável da velha esquerda democrática!